46 :: DESISTIR DE ALGO…

por 1000 coisas para fazer antes de morrer

…AS VEZES É NECESSÁRIO  (E NÃO TEM NADA DEMAIS NISSO)

E hoje eu li no blog Alhos e passas & Maçãs algo dolorosamente bonito.

“no instante da partida, há sempre uma demora, não do tempo — da vida”.
Do poeta português Jorge de Sena

As vezes vem a constatação de que um sonho precisa ser deixado para trás para viver, apenas viver.
Hoje, como todos os outros dias, começa outra parte do resto da nossa vida. Então, que venham novos dias, com novos sonhos, novos destinos e objetivos.
Talvez eu deva apenas pensar em uma viagem, fazer uma massagem ou comprar uma saia vintage e usá-la com uma sandália de salto alto muito sexy – e apenas respirar bem devagarinho.

2 Comentários to “46 :: DESISTIR DE ALGO…”

  1. Respira comigo amiga, um…dois..três…quatro…de novo…um….dois….
    Bem devagar.

  2. Vivenciei esta “demora de vida” esta semana e aqui estou…respirando vagarosamente…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: